Beleza Roubada


me descobrindo...
me revelando...








OdetedePaula




23/05/2013

A borboleta já voa na crisálida, mas ela ainda nem se deu conta direito da novidade de ter asas...





Não há como retornar ao que já não existe nem como adiantar o relógio para se chegar rapidamente ao que ainda não é. 
Experimentar na própria alma a força terna e tecelã da vida, ao mesmo tempo em que nos sentimos tão frágeis, é um desafio que requer paciência, toda gentileza e muita fé. 
As novas flores já moram nos brotos, mas ainda não desabrocharam. 
A chuva de renovação está dentro das nuvens, mas elas ainda não verteram. 
A borboleta já voa na crisálida, mas ela ainda nem se deu conta direito da novidade de ter asas...
- Ana Jácomo -


São saudades de um mundo contente feito céu estrelado. 
Feito flor abraçada por borboleta. 
Feito café da tarde com bolinho de chuva. 
Onde a gente se sente tranquilo como se descansasse num cafuné. 
Onde, em vez de nos orgulharmos por carregar tanto peso, a gente se orgulha por ser capaz de viver com mais leveza.'
- Ana Jácomo -

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentário