Beleza Roubada


me descobrindo...
me revelando...








OdetedePaula




16/11/2012


a vida deve ser infinitamente leve,
cheia de amor, sonhos, suspiros, sabores, paciência,
alegria e muita realidade.

15/11/2012




-De que são feitos os dias? 
— De pequenos desejos, vagarosas saudades, silenciosas lembranças...
- Cecília Meirelles -

no movimento silencioso e belo da manhã
as cores acontecendo
a deliciosa sensação de estar presente
as minúcias surgindo ao olhar
um novo dia
um novo recomeçar
novas experiências
novos conhecimentos
um novo eu
tudo se renova
que seja um dia feliz!

Aprendi que são os pequenos acontecimentos diários 

que tornam a vida espetacular.
William Shakespeare

A beleza agrada aos olhos,

mas é a doçura das ações que encanta a alma.

- Voltaire -

13/11/2012


Cada um ao nascer 
traz sua dose de amor, 
mas os empregos, 
o dinheiro, 
tudo isso, 
nos resseca o solo do coração. 
Sobre o coração levamos o corpo, 
sobre o corpo a camisa, 
mas isto é pouco. 
Alguém 
imbecilmente 
inventou os punhos 
e sobre os peitos 
fez correr o amido de engomar. Quando velhos se arrependem. 
A mulher se pinta. 
O homem faz ginástica 
pelo sistema Muller. 
Mas é tarde. 
A pele enche-se de rugas. 
O amor floresce, 
floresce, 
e depois desfolha.
Vladimir Maiakóvski

As palavras voam.
E às vezes pousam.
-Cecília Meireles -
olhem o céu.
Perguntem a si mesmos: 
O carneiro terá ou não comido a flor?
 E verão como tudo fica diferente...
E nenhuma pessoa grande jamais entenderá que isso possa ter tanta importância!
Antonie de Saint-Exupéry

Infinitamente belo, insuportavelmente efêmero.

- Rubem Alves

“Nenhum homem é uma ilha isolada; cada homem é uma partícula do continente, uma parte da terra; 
se um torrão é arrastado para o mar, a Europa fica diminuída, como se fosse um promontório, como se fosse a casa dos teus amigos ou a tua própria; a morte de qualquer homem diminui-me, porque sou parte do gênero humano. 
E por isso não perguntes por quem os sinos dobram; eles dobram por ti”.
John Donne





...Enfeite-se com margaridas e ternuras e escove a alma com leves fricções de esperança. 
De alma escovada e coração estouvado, saia do quintal de si mesmo e descubra o próprio jardim...
Ande como se o chão estivesse repleto de sons de flauta e do céu descesse uma névoa de borboletas, cada qual trazendo uma pérola falante a dizer frases sutis e palavras de galanteria...

- Arthur da Távola -

11/11/2012




Houve um tempo em que minha janela se abria sobre uma cidade que parecia ser feita de giz. 

Perto da janela havia um pequeno jardim quase seco.

Era uma época de estiagem, de terra esfarelada, e o jardim parecia morto. 
Mas todas as manhãs vinha um pobre com um balde, e, em silêncio, ia atirando com a mão umas gotas de água sobre as plantas. 
Não era uma rega: era uma espécie de aspersão ritual, para que o jardim não morresse.
E eu olhava para as plantas, para o homem, para as gotas de água que caíam de seus dedos magros e meu coração ficava completamente feliz.

Às vezes abro a janela e encontro o jasmineiro em flor.
Outras vezes encontro nuvens espessas.
Avisto crianças que vão para a escola.
Pardais que pulam pelo muro.
Gatos que abrem e fecham os olhos, sonhando com pardais. Borboletas brancas, duas a duas, como refletidas no espelho do ar. Marimbondos que sempre me parecem personagens de Lope de Vega.
Ás vezes, um galo canta.
Às vezes, um avião passa.
Tudo está certo, no seu lugar, cumprindo o seu destino.
E eu me sinto completamente feliz.

Mas, quando falo dessas pequenas felicidades certas, que estão diante de cada janela, uns dizem que essas coisas não existem, outros que só existem diante das minhas janelas, e outros, finalmente, que é preciso aprender a olhar, para poder vê-las assim.

Cecília Meireles
"Desperta teus sentidos 

para que não percas tudo de belo 


e formoso que te cerca. 


Apaga a cinza de tua vida 


e acende as CORES que carregas dentro de ti."



Pablo Picasso
que a sua estrada seja enfeitada de simples e coloridas flores


Coisa rara e bonita é a gente poder se comunicar por 

meio da alma, sem que palavra alguma necessariamente 

aconteça.

- Ana Jácomo -

Gosto de quem entende o que eu digo.
De quem escuta o que eu penso.
Da minha prole. Dos meus discos. Dos meus livros.
Da minha solidãozinha.
Dos meus blues. Do meu umbigo. De unhas cor de carmim.
De homem que sabe ser homem.
De noites em claro e dias em branco. De chuva e de sol.
Eu guardo as minhas rejeições em vidrinhos rotulados com o nome deles.
Eu sou mole demais por dentro pra deixar todo mundo ver.
Eu deixo pra quem eu acho que pode comigo.
Ninguém sabe.
Mas eu tenho coração de moça.



(Fernanda Young)






de embaraço me enfeitei...





Vem pedacinho da manhã
Vem raiando tua luz
Vem borboleta de véu em cruz
Vem meu corpete despido de lã
Ninho, aconchego de passarinho
Enfeitado de rosmaninho...
Vem florinha de cor singela
Verde prado de toalha amarela
Papoila, aloendro, alecrim
Vem sentar-te ao pé de mim
Que água que banha o rio
Chega no tempo sem frio
E lava as mágoas, lava o pranto
E deixa a vida ser encanto...
Vem sem tempo, sem espera
Bordado em verdinha hera
Alento de sonho de menina
Vem, que está mesmo sentado na esquina
Um sol, na beira do monte, sentado numa quimera
Vem...vem bailar com a Primavera!
- POR BAILA SEM PESO -

07/11/2012


Ao amadurecer, descobrimos que a grama do vizinho não é mais verde coisíssima nenhuma. 
Estamos todos no mesmo barco. Há no ar um certo queixume sem razões muito claras.

Converso com mulheres que estão entre os 40 e 50 anos, todas com profissão, marido, filhos, saúde, e ainda assim elas trazem dentro delas um não-sei-o-quê perturbador, algo que as incomoda, mesmo estando tudo bem. 
De onde vem isso?

Anos atrás, a cantora Marina Lima compôs com o seu irmão, o poeta Antonio Cícero, uma música que dizia: ‘Eu espero/ acontecimentos/ só que quando anoitece/ é festa no outro apartamento’ .

Passei minha adolescência com esta sensação: a de que algo muito animado estava acontecendo em algum lugar para o qual eu não tinha convite. 
É uma das características da juventude: considerar-se deslocado e impedido de ser feliz como os outros são, ou aparentam ser. 
Só que chega uma hora em que é preciso deixar de ficar tão ligada na grama do vizinho.

As festas em outros apartamentos são fruto da nossa imaginação, que é infectada por falsos holofotes, falsos sorrisos e falsas notícias. 
Os notáveis alardeiam muito suas vitórias, mas falam pouco das suas angústias, revelam pouco suas aflições, não dão bandeira das suas fraquezas, então fica parecendo que todos estão comemorando grandes paixões e fortunas, quando na verdade a festa lá fora não está tão animada assim.

Ao amadurecer, descobrimos que estamos todos no mesmo barco, com motivos pra dançar pela sala e também motivos pra se refugiar no escuro, alternadamente. 
Só que os motivos pra se refugiar no escuro raramente são divulgados pra consumo externo.

‘Todos são belos, sexys, lúcidos, íntegros, ricos, sedutores, social e filosoficamente corretos. 
Parece que ninguém, nenhum deles, nunca levou porrada. 
Parece que todos têm sido campeões em tudo’.

Fernando Pessoa também já se sentiu abafado pela perfeição alheia, e olha que na época em que ele escreveu estes versos não havia esta overdose de revistas que há hoje, vendendo um mundo de faz-de-conta. 
Nesta era de exaltação de celebridades – reais e inventadas – fica difícil mesmo achar que a vida da gente tem graça. 
Mas tem.

Paz interior, amigos leais, nossas músicas, livros, fantasias, desilusões e recomeços, tudo isso vale ser incluído na nossa biografia. 
Ou será que é tão divertido passar dois dias na Ilha de Caras fotografando junto a todos os produtos dos patrocinadores?

Compensa passar a vida comendo alface para ter o corpo que a profissão de modelo exige? 
Será tão gratificante ter um paparazzo na sua cola cada vez que você sai de casa? 
Será bom só sair de casa com alguém todo tempo na sua cola a título de segurança? 
Estarão mesmo todas essas pessoas realizando um milhão de coisas interessantes enquanto só você está em casa, lendo, desenhando, ouvindo música, vendo seu time jogar, escrevendo,?

Tenha certeza que as melhores festas acontecem sempre dentro do nosso próprio apartamento. 

Martha Medeiros 

(...) Eu apenas queria dizer a todo mundo que me gosta
Que hoje eu me gosto muito mais
Porque me entendo muito mais também
E que a atitude de recomeçar é todo dia toda hora
É se respeitar na sua força e fé
E se olhar bem fundo até o dedão do pé
Eu apenas queira que você soubesse
Que essa criança brinca nesta roda
E não teme o corte de novas feridas
Pois tem a saúde que aprendeu com a vida
Eu apenas queria que você soubesse
Que aquela alegria ainda está comigo
E que a minha ternura não ficou na estrada
Não ficou no tempo presa na poeira
Eu apenas queria que você soubesse
Que esta menina hoje é uma mulher
E que esta mulher é uma menina
Que colheu seu fruto flor do seu carinho...
- Gonzaguinha -
'Concede-me, Senhor, a graça de ser boa,
de ser o coração singelo que perdoa,
a solícita mão que espalha, sem medidas,
estrelas pela noite escura de outras vidas
e tira d’alma alheia o espinho que magoa.'

Helena Kolody

a metade


‎"Agora sei a metade das coisas que julgava saber 
quando tinha 18 anos"
Pablo Picasso