Beleza Roubada


me descobrindo...
me revelando...








OdetedePaula




22/11/2016

E relaxo...


Em vez de sofrer pelas modificações que ainda não consigo,
eu me sinto grata pelas mudanças que já realizei. 
E relaxo...
- Ana Jácomo -




Não é preciso agendar, entrar em fila, contar com a sorte, acordar cedo para pegar senha: a possibilidade de recomeço está disponível o tempo todo, na maior parte dos casos. Não tem mistério, ela vem embrulhada com o papel bonito de cada instante novo, essa página em branco que olha pra gente sem ter a mínima ideia do que escolheremos escrever nas suas linhas.
O que é preciso mesmo é coragem para abrir o presente.
- Ana Jácomo - 


   A Paz é uma sombra em chão de miséria: 
    basta o acontecer do
    Tempo para que desapareça. 

          - Mia Couto -



Criar espaços

A gente precisa é criar espaços...
Não importa o tamanho dos apertos.
- Ana Jácomo -


05/11/2015

Floresce a tua alma e colhe as flores da tua vida

Vive o teu momento. 
Rega o teu dia com o que é bom,com o que te edifica. 
Tece a tua paz, constrói tuas pontes, segue teu coração. 
Sonha e planta os teus jardins. 
Floresce a tua alma e colhe as flores da tua vida.
- Fran Ximenes -



08/05/2015

encontros preciosos nos trazem jardins já floridos

Encontros preciosos não são necessariamente os que nos trazem jardins já floridos. 
São, um bocado de vezes, aqueles que nos ofertam mudas.
- Ana Jácomo -













A vida, bordadeira de surpresas bonitas que também é, de vez em quando borda no tecido do caminho da gente umas histórias aparentemente sem pé nem cabeça, mas com muito coração. E é o coração que pode encontrar importância no significado do bordado. 
Reverenciar a mestria, a ternura, o requinte do humor da bordadeira. 
A sua perspicácia. 
A sua visão amorosa. 
Sentir a qualidade de textura dos fios de sabedoria que ela usou para bordar a surpresa. 
É o coração. Não, necessariamente, a circunstância. 
- Ana Jácomo -








a cor é a música dos olhos

- Johann Wolfgang von Goethe -



A delicadeza é a flor da humanidade.
- Joseph Joubert -