Beleza Roubada


me descobrindo...
me revelando...








OdetedePaula




03/07/2012



 Do Primeiro Olhar ~






É aquele momento em que a Vida passa da sonolência 


para a alvorada. 



É a primeira chama que ilumina o íntimo mais 


profundo do coração. 

É a primeira nota mágica arrancada das cordas de 


prata do sentimento. 

É aquele momento instantâneo em que se abrem 


diante da alma as crônicas do


 Tempo, e se revelam aos olhos as proezas da noite, e 


as vozes da consciência. 


Ele é que abre os segredos da Eternidade para o 


futuro. 

É a semente lançada por Ishtar , deusa do Amor, e 


espargida pelos olhos do ser


amado na paisagem do Amor, depois regada e cuidada


 pela afeição, e


 finalmente colhida pela alma. 

O primeiro olhar vindo dos olhos do ser amado é como


 o espírito que se movia


 sobre a face das águas e deu origem ao céu e à terra,


 quando o Senhor


 sentenciou: 

"E agora, vivei!

- Gibran Khalil Gibran -












Certas palavras podem dizer muitas coisas;
Certos olhares podem valer mais do que mil palavras;
Certos momentos nos fazem esquecer que existe um mundo lá fora;
Certos gestos,parecem sinais guiando-nos pelo caminho;
Certos toques parecem estremecer todo nosso coração;
Certos detalhes nos dão certeza de que existem pessoas especiais,
Assim como você que deixarão belas lembranças para todo o sempre:


Vinicius de Moraes







Ver é um “olhar” frio, sem interesse, 


com propósito de apenas tomar conhecimento de que 


algo existe, mas sem  necessariamente internalizar a sua 


existência.


Olhar, por sua vez, necessita atenção especial, 


um momento dedicado a aquela ação 


– é um compromisso, uma responsabilidade, 


uma contemplação


O olhar é algo mais humano, mais caloroso,


 preocupado com o propósito de perceber, 


sentir o que acontece consigo e com o mundo a sua 


volta.


“Ver é reto, olhar é sinuoso. 


Ver é sintético, olhar é analítico. 


Ver é imediato, olhar é mediado. 


A imediaticidade do ver torna-o um evento objetivo. 


Vê- se um fantasma, mas não se olha um fantasma. 


Vemos televisão, enquanto olhamos uma paisagem,

O olhar, portanto, é perceber, é existir, é conviver; 


vai além da ação rela de enxergar; 


é a nossa condição de tolerância com o outro. 


O olhar perturba, angustia, instiga, prende a atenção, 


provoca reação e remete ao pensar.

( Marcia Tibur)









A imagem que o espelho reflete


me fita nos olhos e me confunde

num abrir e fechar de cílios.

Um rosto, uma sombra.

Um instante fugaz

de pensamentos confusos.

Uma força incontrolável

que me puxa para um mundo

de mistérios e sonhos.

Um sorriso abstrato

querendo me dizer coisas

que jamais compreenderei acende no rosto.

A penumbra do instante

distorce a imagem e faz meu coração pular

como em sobreaviso

e no mesmo instante a imagem

que o espelho reflete é o seu rosto.


Lou Witt




- Olhar-se ao espelho e dizer-se deslumbrada:

Como sou misteriosa. Sou tão delicada e forte.

E a curva dos lábios manteve a inocência.

- Não há homem ou mulher que por acaso não se tenha 


olhado ao espelho e se surpreendido consigo próprio. 


Por uma fração de segundo a gente se vê como a um 


objeto a ser olhado. 


A isto se chamaria talvez de narcisismo, mas eu 


chamaria de: Alegria de ser. 


Alegria de encontrar na figura exterior os ecos da figura 


interna: ah, então é verdade que eu não me imaginei, eu 


existo.


- Clarice Lispector -

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentário