Beleza Roubada


me descobrindo...
me revelando...








OdetedePaula




27/04/2012







...um instante fugaz e evanescente que se infiltra, invade o momento seguinte, exatamente como o tempo sempre avançou, sem nunca esperar que o alcancemos.
Lá vai o tempo, correndo desabalado,virando-se para olhar para nós, zombando enquanto tentamos desajeitadamente preserva-lo num frasco, coloca-lo para sempre embaixo da cama, enfiá-lo numa caixa de cetim vermelho, amarrá-lo como pérolas. Pérolas suficientes para fazer uma vida.
(Marlene de Blasi)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentário